Luiza Musela: Divã da Lu #1 - Amor

Divã da Lu #1 - Amor

/
2 Comments
Olá meus amores
Boa noite
Quero começar um projeto aqui e vamos ver no que vai dar, se dará certo ou não. Irei expor ainda mais minha opiniões mas querendo saber a de vocês ok?
O nosso primeiro assunto será sobre amor, tema complexo e cheio de poréns. Chega dar um nó bem legal ou não em nossos neurônios kkk
Amor, é algo além de amar alguém, é estar presente seja virtualmente ou pessoalmente, é estar de corpo ou nem tanto de corpo, mas de alma em alguma situação ou relação.
Temos tantos tipos de amor, vou citar alguns e vocês podem completar ok?
- Amor materno
- Amor paterno
- Amor fraterno
- Amor entre amigos 
- Amor entre homem e mulher, entre mulher e mulher e entre homem e homem
- Amor a bichos
- Amor ao trabalho e a profissão
- Amor pelos parentes seja de sangue ou não
- E muitos outros amores



Hoje a moda é POLIAMOR, "que é a prática, o desejo, ou a aceitação de ter mais de um relacionamento íntimo simultaneamente com o conhecimento e consentimento de todos os envolvidos, não devendo no entanto ser confundido com pansexualidade.
Poliamor é frequentemente descrito como consensual, ético, responsável e não-monogâmico. A palavra é por vezes utilizado num sentido mais amplo para se referir a relações sexuais ou romântico que não incluem apenas sexo, embora haja discordância sobre quão amplamente se aplica; a ênfase na ética, honestidade e transparência como um todo é amplamente considerada por seus defensores como crucial para definir sua característica.
Em outras palavras, o poliamor como opção ou modo de vida, defende a possibilidade prática e sustentável de se estar envolvido de modo responsável em relações íntimas, profundas e eventualmente duradouras com vários parceiros simultaneamente." (Fonte: Wikipédia) 
Mas acho que vai muito além disso, de um relação entre pessoas diferentes, para se ter ou não relação sexual, acho que o poliamor deveria ser algo mais amplo, de amarmos todos como um só, amar amigos, irmãos, pais, avós, cachorro e papagaio, o vizinho, a chata ali da rua de trás, mas amarmos, para conseguirmos chegar em algum lugar, o amor é o caminho menos tortuoso, dependendo do ponto de vista, para conseguirmos algo.
Se nos amássemos mais, iriamos ter mais sucesso em nossas vidas, olharíamos para o padeiro com um olhar de unidade, de paz e não condená-lo por estar liberando a fornada 5 minutos atrasada.
Amar é a Lei que deveríamos seguir, se nos amassemos mais iriamos conseguir desapegar das coisas que nos fazem mal com maior facilidade, mas não, esse amor se torna doentio ou até para ódio.
Resultado de imagem para amor e violência domésticaDizem que o ódio é uma forma estranha de amar - (Padre Fábio de Mello), e assim odiamos e somos possessivos, nos apegamos a banalidades e desfazemos os nossos amores todos os dias, dizemos "tchau" para coisas que poderíamos contornar, mas não... sempre nos apegamos a coisas "maléficas" para nós ao invés de nos apegarmos aquela dor no dedão que é só ir na pedicure que logo irá solucionar.
Entendeu? Temos que amar mais , parar de desfazer coisas que deveriam durar para sempre só por que sei lá, acordei e você estava babando e isso passou a me incomodar, PAREM! Chega de mimi, termine algo se alguém te bater, te roubar ou até tentar te matar, termine algo quando alguém te calar, te matar psicologicamente, te anular, termine algo quando essa pessoa esquecer que você é um ser humano que pode entender as coisas sem que seja no GRITO! 
Comece, recomece e renove o amor, seja assim leve e feliz, quando algo lhe incomodar sente e converse, mude a rotina, renove quando algo lhe machucar como aquela palavra mal dita, aquele momento que chegou atrasado(a) e não te avisou, enxugue as lágrimas e converse. Renove quando ele (a) quiser ir ao cinema e você quer ver Netflix todos os  finais de semana, pondere, faça acordos e saia da toca  (essa sou eu). Ame-se, mas saiba que se o outro te ama é por que você transmite o seu amor a ele (a ela), as amizades são assim, relações de pais e mães são assim e todo tipo de amor é assim, um tem que ceder em um dia e no próximo dia o outro tem que ceder, parem de fazer essa quebra de braço, quem ganhar leva... tá Chato, ok?
Ame, transmita amor, respire e siga.
Desapegue de relacionamentos abusivos... seja entre amantes ou amigos... mas isso a gente conversa qualquer dia desses.

Beijos Enormes



Você pode gostar também..

2 comentários:

  1. Amor é a palavra mais mal usada nos dias atuais que conheço. Amor é tolerância, carinho, respeito, educação. Isso vale para qualquer tipo de relação. Mas ser amor, propagar amor e desejar o amor ao próximo é tão difícil que as pessoas preferem fingir ao invés de praticar, inefelizmente. Beijo grande, lindona!
    www.dicasdamag.com.br

    ResponderExcluir
  2. Que lindo Lu !!! Amei esse post ! Estava precisando ler isso... (principalmente a parte final) Realmente acabar um relacionamento virou banalidade pois fazer concessões se tornou algo raro. Muito lindo seu Post.

    ResponderExcluir

A tal da Nati. Tecnologia do Blogger.